quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

DuckTales

DUCKTALES - OS CAÇADORES DE AVENTURA
Digitalização by Renato Ptl/Tratamento by Outsider Z/HORDA

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI ou AQUI

Confesso que DuckTales não foi um desenho animado que fez parte de minha infância. O motivo é simples: eu já era adulto na época. Tinha começado a trabalhar a sério e parava muito pouco para ver TV e, com certeza, não dera de manhã. Mas, Ducktales faz parte da vida. Afinal, todo leitor de quadrinhos que leu Disney e Carl Barks sabe exatamente como DuckTales foi uma animação importante. 

Carl Barks foi o quadrinhista que criou o Tio Patinhas e todo o universo dos patos, nos quadrinhos. Ao redor deles criou aventuras épicas que influenciaram até mesmo pessoas como Steven Spielber e George Lucas em filmes como Os Caçadores da Arca Perdida. Então, nada mais justo que Ducktales se inspirasse no filme de Spileberg e Lucas e trouxesse para as telas os quadrinhos de Carl Barks. 

Tio Patinhas havia aparecido apenas duas vezes em animações: uma em que ele ensinava economia para os sobrinhos e outra, a mais lógica, em que ele interpretava o personagem que inspirou sua criação, o velho Scrooge, de Conto de Natal. E parou aí. 

Os executivos da Disney queriam uma nova animação de aventura, mas não queriam arriscar os personagens mais conhecidos da casa, Mickey e Donald, preferindo trazer outros próximos a eles, no caso Tio Patinhas e os sobrinhos de Donald, Huguinho, Zezinho e Luisinho. Também criaram novos personagens como o célebre Capitão Bóing e a sobrinha Patrícia. 

O sucesso imediato fez com que a animação inspirada nos quadrinhos logo fosse também quadrinizada, o que gerou aventuras incríveis, três delas nestas 466 páginas. Sim, três histórias em 466 páginas. Verdadeiras sagas, sendo que a primeira delas é escrita por ninguém menos que Marv Wolfman. Pois então, assovie a música tema e divirta-se.


terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Hellblazer Infernal - Vol. 03

HELLBLAZER INFERNAL - VOLUME 03
Digitalização e Tratamento by Outsder Z/HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Um diário que controla seu escritor e guarda um segredo muito mais profundo. Roubo de cadáveres para testes de armas, mesmo que tais testes não sejam tão necessários assim, e o retorno do Primeiro dos Caídos buscando vingança contra John Constantine. 

No Arco Eles e Elas ficamos sabendo como Constantine ficou conhecendo Chantinelle, a súcubo que parece lhe dever um grande favor. Ela reaparece para avisar que o Primeiro dos Caídos está atrás de Constantine, a caça de sua vingança pelo vexame que o mago lhe causou. 

Não duvido nada que, trabalhando com Steve Dillon e Glenn Fabry, tenha sido nesta fase de Hellblazer que nasceu a ideia para Preacher. 



segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Hellboy - Volume 05

HELLBOY VOLUME 05 - MÁSCARAS E MONSTROS
Digitalização e Tratamento by Outsider Z/HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

E chegamos ao volume 5 dos 10 volumes que compoe esta coleção de Hellboy, sem contar as várias edições especiais. Este volume é dedicado aos crossovers que o nosso herói teve, sendo o mais interessante deles aquele em que Batman e Starman encontram Hellboy. 

O segundo crossover é com Ghost, anti-heroína da mesma editora, Dark Horse. No proximo volume ele ainda tem mais um crossover, que é com Goon. 

No primeiro Hellboy precisa enfrentar, junto com Batman e Starman, aquilo que é de mais clássico em suas acenturas: nazistas. Eles raptam o pai de Starman - o primeiro Starman - e os nossos heróis precisam salvá-lo. A aventura é escrita por James Robinson e desenhada por Mike Mignola. 

Na segunda aventura, Hellboy conhece Ghost, a fantasma justiceira. Ambos vão parar no além, onde a fantasma é forçada por um estranho de máscara a tentar tomar a mão de pedra de Hellboy. Foi a primeira vez em que o vermelhão teve uma aventura completamente ilsutrada por outra pessoa que não fosse Mike Mignola, que apenas escreveu o roteiro. Scott Benefiel desenhou e Jasen Rodriguez arte-finalizou.




sábado, 18 de fevereiro de 2017

Hellboy Volume 04

HELLBOY VOLUME 04 - A MÃO DIREITA DA PERDIÇÃO
Digitalização e Tratamento Outsider Z/HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

E prossegue a saga do garoto do inferno, Hellboy. desta vez em mais algumas histórias épicas, como o Varcolac, A Natureza da Fera, Rei Vold, a imperdível A Mão Direita da Perdição e outras.

Em A Mão Direita da perdição, a mão de pedra de Hellboy é cobiçada, pois os mistérios que a envolvem ainda são bem... misteriosos. Hellboy sabe pouco sobre si mesmo, mas, parece que alguém sabe qual é seu futuro e seu papel no futuro da Humanidade. 




quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Elektra Assassina

ELEKTRA ASSASSINA
Scans 3.0 by Outsider Z/HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Era o ano de 1988 e eu estava começando a trabalhar oficialmente. Todo dia ia de ônibus até a Pavuna onde pegava outro para Madureira. No caminho até o outro ônibus eu passava por várias bancas de jornal, o que me atrasava um pouco. 

Em uma dessas visitas eu notei a primeira edição de Elektra Assassina que aqui foi publicada em quatro edições. Claro, já conhecia Frank Miller de longa data, mas de Sienkiewicz só conhecia Cavaleiro da Lua e a graphic novel do Demolidor, que ele também fez com Miller. 

Ao folhear a edição, parecia que eu tinha sido atingindo por um raio de LSD. Apesar de a arte de Sienkiewicz já estar naquele patamar desde a Graphic Novel, aquilo parecia ir ainda mais longe. O impacto foi tão grande que esta lembrança se tornou algo fixo. Nunca esqueci. 

Quando saiu o encadernado tempos depois, também o adquiri. Elektra Assassina se tornaria um daqueles clássicos que fariam parte da minha chegada a condição de adulto. 

Na minissérie a arte faz jus ao roteiro de Miller, que é tão absurdo quanto. Elektra escapa de um manicômio, depois de ser presa por matar um ditador sul-americano. Logo ela descobre que há uma conspiração do Tentáculo para que o próximo presidente dos Estados Unidos seja possuído pela besta apocalíptica que os comanda. 

Apenas Elektra tem ciência deste fato e ela precisa detê-la. No melhor estilo de Sob o Domínio do Mal e A Hora da Zona Morta, ela faz de tudo para conseguir seu intento. Em seu caminho entra o agente da SHIELD, Garrett, um homem que parece tudo, menos um agente. Quando tenta detê-la, acaba sendo dominado mentalmente pela ninja. 

Os dois acabam formando uma dupla, mesmo que contra a vontade de Garret, e agora lutam juntos para deter Ken Wind, o candidato a presidencia que pode inicar a Terceira Guerra Mundial e destruir o mundo. 

Em Elektra Assassina, ela mostra habilidades sobre-humanas que desafiam a realidade. Mas, na aura criada por Miller e Sienkiwiecz tudo parece possível. Nada vai parar a ninja assassina, nem mesmo o fim do mundo. 



terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Graphic MSP: Assimetria

GRAPHIC MSP: ASTRONAUTA - ASSIMETRIA
Digitalização e Tratamento by Renato Ptl/HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Depois do sucesso de Magnetar e Singularidade, Danilo Beyruth impõe ao herói espacial de Mauricio de Sousa um desafio para o qual ele, mesmo com toda a sua experiência, não está preparado. Em “Astronauta – Assimetria”, o que era uma missão investigativa em Saturno se transforma numa aventura com desdobramentos absolutamente imprevisíveis.


Graphic MSP: Pavor Espaciar

GRAPHIC MSP: CHICO BENTO - PAVOR ESPACIAR
Digitalização e Tratamento Renato Ptl/HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Tinha tudo para ser mais uma noite tranqüila na Vila Abobrinha. Mas Chico Bento, o seu primo Zé Lelé, o porco Torresmo e a galinha Giserda acabam abduzidos por alienígenas que têm planos sinistros. Em Pavor Espaciar, o autor Gustavo Duarte reinterpreta os personagens de Mauricio de Sousa mesclando perigo, aventura, suspense e humor.


domingo, 12 de fevereiro de 2017

Sin City - Omnibusão

SIN CITY - OMNIBUSÃO
Dig. by Outsider Z/Tratamento e Projeto Gráfico: Alan Bishop
Uma Produção HORDA Comics e ÐØØM™ Scans

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI e AQUI

E Sin City recusa-se a morrer. Ela está de volta agora no formato exclusivo RA/DOOM: Omnibusão, que, claro, nada mais é que a versão nacional das edições Omnibus americanas, só que do nosso jeito. 

Em vez de apenas juntar todas as edições em um pack para ser baixado de uma vez só, eu e o Alan resolvemos ir além, e juntamos as edições para serem lidas de uma vez só, numa espécie de Edição Especial com 1432 páginas

Juntamos também todos os extras que vieram nas edições encadernadas e colocamos no final, como deve ser, assim como alguns extras a mais... entendeu... extras... a... mais. Ah, deixa pra lá. 

Assim, quem já baixou todas as edições nos posts anteriores, saiba  que não há nenhuma história a mais aqui, são as mesmas. Assim, se não baixe se não achar necessário. E, quem ainda não baixou, mas quer apenas as edições separadas, apenas desça alguns posts que irá encontrá-las. 

Uma última observação: Fui alertado que faltava a história "Misericórdia", que foi publicada em Sin City: Sem Perdão, pela Pandora Books. Bom, eu paguei pra ver, literalmente, mas o Alan pesquisou mais a fundo e essa história de Frank Miller, nao é faz parte de Sin City, é apenas uma história que ele fez para a Dark Horse, entre outras. Ou a Pandora não sabia ou agiu de má fé colocando-a em uma edição de Sin City. Mas, nunca saberemos. 





Marvel Salvat: Homem-Aranha Azul

COLEÇÃO MARVEL SALVAT: HOMEM-ARANHA AZUL
Digitalização Renato P./Tratamento: Outsider Z
Uma produção HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Jeph Loeb e Tim Sale são uma espécie de dupla dinâmica dos quadrinhos. Quando estão juntos, tudo flui perfeitamente. É só ver Superman: Quatro Estações, Batman: O Longo Dia das Bruxas e muitas outras parcerias, incluindo mais duas cores nesta trilogia, Demolidor: Amarelo e Hulk: Cinza.

Homem-Aranha: Azul foi publicada originalmente em seis edições (aqui no Brasil em três) e aborda o momento em que Peter Parker e Gwen Stacy se conheceram e se apaixonaram. Nas palavras de Jeph Loeb, "não é o Ano Um do Homem-Aranha, seria mais como o Ano Três". 

Esta fase foi desenhada pelo famoso John Romita, Sr., e Tim Sale, claro, não tentou imitá-lo. É o mesmo Sale que conhecemos, desenhando uma fase clássica do cabeça de teia. Tanto ele, como Loeb recontaram esta bela história sem tentar atualizar, fazendo se passar em uma época mais próxima. Não, tudo acontece, naquele tempo mesmo, um tempo mais inocente, mas que logo, logo seria chacoalhado e a perderia. Mas, não é disso que trata Homem-Aranha: Azul. 

 John Romita, Sr. havia desenhado muitas histórias em quadrinhos, para a Marvel mesmo, na época das vacas magras, de amor. Quadrinhos que tinham como o público feminino como alvo. Talvez, por estar tão bem enrtrosado com o assunto, que essa fase tenha sido tão romântica para nosso querido azarado, que via sua maré mudar de vez. Afinal, não apenas Gwen Stacy aparecia em sua vida, como a própria arrasa-quarteirão, Mary Jane. 

Mudanças significativas se davam nesta época: Peter tentava morar sozinho, sua identidade havia sido descoberta pelo Duende Verde, e sua vida amorosa começava a dar certo. E, claro, os vilões estavam lá para atrapalhá-la. Nesta edição ele enfrenta praticamente todos os de sua lista, que parecem ser orquestrados por uma força superior, nas sombras.

 Apesar de todas as batalhas, foi a época mais azul na vida de nosso querido amigo da vizinhança.





sábado, 11 de fevereiro de 2017

Cover Run - Adam Hughes

COVER RUN - THE DC COMICS ART OF ADAM HUGHES
Digitalização by Outsider Z/Tratamento by Alan Bishop
Uma Produção HORDA Comics e ÐØØM™ Scans

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI


Um dos primeiros trabalhos de Adam Hughes foi justamente em um dos melhores trabalhos da DC Comics: A Liga da Justiça de Giffen e DeMatteis. Um começo realmente inspirador.

Ali ele tinha as belas Fogo e Gelo para desenhar do modo como ficaria conhecido, exuberantemente gostosas. Mas, ainda eram poucas mulheres na Liga. Mas, ele também escreveu e desenhou algumas edições de Gen13, ondeo exercício de suas habilidades para desenhar curvas forma melhor aproveitadas.

Com o tempo ele se tornou um capista muito requisitado e são essas capas que preencher este Cover Run. As principais musas do artista são a Mulher Maravilha e a Mulher Gato, esta última em uma fase onde seu uniforme estava bem mais interessante. 

O artista desenhou dezenas de capas das duas personagens criando assim verdadeiros posteres que ficaram para sempre na imaginação dos leitores. Além delas, a Poderosa também teve sua vez nas mãos do ilustrador, além de Zatanna. 

Como a publicação é de 2010, obviamente não vem com as capas mais recentes de Hughes.



quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

O Evangelho Segundo Lobo

O EVANGELHO SEGUNDO LOBO
Digitalização e Tratamento by Outsider Z/HORDA Scans

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Algumas HQs eu lembro exatamente onde estava quando as comprei. Lobo O Último Czarniano #01 eu estava andando no Centro do RJ, quando entrei em uma banca qualquer e lá estava a HQ. Não lembro o quanto eu já conhecia o personagem, mas sabia que precisava ter aquele gibi. No entanto, Lobo Está Morto, eu só viria a ler anos mais tarde, em scans que algum colaborador enviaria para o RA. As duas minisséries estão reunidas neste O Evangelho Segundo Lobo.

Escritas por Keith Giffen e Alan Grant e desenhadas por Simon Bisley, estas minisséries meio que definem tudo o que o Lobo é e o que viria a ser: o Maioral. Na primeira mini, Lobo é intimado por Vril Dox, líder da L.E.G.I.Ã.O., a levar um prisioneiro até ele, sem matá-lo. Lobo obedece pois perdeu em uma luta para Dox e deu sua palavra de que o obedeceria. E a palavra de Lobo é uma das poucas coisas que valem algo. 

Parecia ser algo simples, até Lobo ver quem é o... quer dizer, a prisioneira. Uma antiga professora sua. Uma velha irritante, a última sobrevivente de Czárnia, planeta natal de Lobo, que o mesmo exterminou. 

No caminho até o qualterl general da L.E.G.I.Ã.O. Lobo vai irritanto vários grupos de criminosos e estes vão ao seu encalço, todos ao mesmo tempo. Para manter sua palavra com Dox ele terá de manter a prisioneira e a si mesmo vivos. 

Em Lobo Está Morto, bom, Lobo morre. Quando aceita capturar um bandido casca grossa, por uma boa recompensa, Lobo acaba sendo morto pelo meliante e vai direto para o céu, mesmo que isso não faça muito sentido. Porém, Lobo não quer ficar em céu algum, ele quer retornar e terminar seu serviço. Ele quer reencarnar como ele mesmo. 

Como as regras não são essas, Lobo vai dizimando todos a sua frente para conseguir o que quer, seja no céu ou no inferno. 



Business

category2