terça-feira, 2 de maio de 2017

Scans Que Eu Li: Imperatriz #01 a #07

IMPERATRIZ #01 a #07 - VOLUME 01
Tradução e Letras: Renegados



PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Mark Millar tem escrito os melhores quadrinhos de aventura e ficção-científica: Kick-Ass, Chrononauts, Superior, Círculo de Júpiter e tantos outros. Nada de sagas intermináveis, títulos eternos, ressurreições ad infinitum. Apenas boas histórias para se desligar o cérebro por alguns minutos. Imperatriz é mais um desses. 

Se passa na Terra, há 65 milhões de anos atrás e fala sobre os primeiros habitantes de nosso planeta. Não, não dos homens das cavernas, que nem existiam ainda, mas de seres mais terríveis: os humanos. 

O Rei Morax é um tirano assustador que, com sua ira genocida, pôs ordem no planeta. Nada é sagrado para ele. Ele não guarda nenhum sentimento de empatia por ninguém. E agora, sua rainha Emporia está fugindo desse louco com seus três filhos, com a ajuda de seu guarda-costas, Dane. 

Eles precisam cruzar a galáxia para encontrar refúgio em um planeta onde Morax nunca conseguirá encontrá-los, mas, para isso, precisam encontrar a ajuda de um homem que tem um teleportador, para pularem de planeta em planeta até chegarem a uma galáxia muito, muito distante. 

Se fosse filmado pelas pessoas certas, este poderia ser um novo Guerra nas Estrelas. 

4 comentários:

Antonio Bedran disse...

Obrigado! Esse promete me tirar (mais um...) o sono. "Deuses Americanos" de Neil Gaiman já fez estrago ontem kkk

- parece que seus pensamentos foram ouvidos, Eudes: Vai virar filme:
http://www.blastr.com/2016-5-4/mark-millars-empress-comic-heading-big-screen
(Matéria de maio de 2016)

Angelina Jolie e Morgan Freeman na parada.

"Ninguém cria universos que traduzam-se idéias de grandes filmes melhor que Millar" - Jeff Kirschenbaum, um dos produtores;

"Em termos de puro conceito, esta é a mais ambiciosa história com a qual eu já me deparei, por isso precisou dos mais experientes produtores com os quais eu já pude fazer negócios. Joe Roth é uma genuína lenda de Hollywood and Jeff Kirschenbaum foi parte do time que quebrou todos os recordes do livro na Universal ano passado (2015). Só o fato de estar na mesma foto com esses dois caras já é entusiasmante para mim." Mar Millar

Vamos torcer!!

[Perguntinha: no início/título da postagem você assinalou de 1 a 9 0 pack em .rar tem de 1 a 7 - Obrigado e desculpe]

Eudes Honorato disse...

É 1 a 7 mesmo.

Cicero disse...

Já baixei e li até o número 4. Não é lá uma história muito marcante, mas parece sob medida mesmo pra virar sci-fi de ação com um orçamento ENORME para efeitos especiais.

Antonio Bedran disse...

Zecharia Sitchin, o erudito que lia escrita cuneiforme como eu leio gibis escreveu uma série de livros - com trechos alarmantes - com a transcrição dos relatos da Suméria, Mesopotâmia e Babilônia sobre a origem do Homem. O meio acadêmico tem ele "engasgado" na goela até hoje. Não é "fácil" como contestar os Danikens da vida pontuar as traduções de Sitchin como "viagens na maionese". Sua erudição é reconhecida, seus trabalhos idem e ele (d)escreve o que os Sumérios deixaram de relatos sobre seus "deuses". Esses relatos incluem o conhecimento até da formação do Sistema Solar, coisa que apenas recentemente, com o estudo dos exo-planetas está saindo mais da escuridão e a obra Mark Millar, percebi logo no primeiro volume, guarda relação com o povo humanóide que as tábuas cuneiformes afirmam vieram à Terra há milhões de anos, "plantaram" o Homo Sapiens para se servir dele e o pau quebrou com dissidentes desse grupo que "veio das estrelas" que insistiu em dar o "fruto da árvore do conhecimento" etc. Familiar? Pra mim mais do que isso, fascinante!
A Mesopotâmia é tida como a primeira civilização a gerar assentamentos como cidades, agricultura, Astronomia, Ciências e saiu do ZERO, da caça e coleta e abruptamente, em termos históricos, a Arqueologia demonstra, para "cidades", escrita, civilização, enfim.
Millar sintonizou ou se inspirou, só pode! Outras fontes, mais tradicionais, como os relatos de "raças" trazidos da tradição e escritas em sânscrito ou do Oriente pela Sociedade Teosófica já faziam referência a humanidades anteriores à nossa em milhões de anos. Para quem gosta do assunto, ou seja as partes ignoradas da Antropologia, da Paleontologia, cujas evidências por baterem com o assumido atual foram pra debaixo do tapete, sugiro livros como de Michael A. Cremo que, longe de viagens na base do "acho" baseiam-se em fatos e evidências coletadas por cientistas e que foram "engavetadas" depois de certos paradigmas - castradores, diga-se - foram estabelecidos.
Eudes, perdão pelo alongado do texto - achei que tinha a ver para pessoas que se interessam pelo tema que inicia a história de Millar, humanos há 65 milhões de anos atrás(ou MAIS).
Já vi gente só não chamando "de santo"aqui para comentários que considerou "longo" (parece que há algo contra LER, ultimamente no ar, sei lá...) mas acho que ler ou não ainda é arbítrio de cada um, menos para o moderador, por isso as desculpas.
Abs!

Business

category2