segunda-feira, 8 de maio de 2017

Crônicas Birmanesas

CRÔNICAS BIRMANESAS - GUY DELISLE
Tradução e Letras: A Man Without a Name

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Desde que comecei a compartilhar scans também fui agraciado pelo compartilhamento. Afinal, até então meu mundo quadrinhístico girava em torno de super-heróis e outros quadrinhos mais conhecidos ou, como se diz na linguagem modinha, mainstream

Quando eu passei a receber scans de colaboradores para postar aqui no blog, lá no começo, eu passei a conhecer outros quadrinhos que, de outra foprma, provavelmente eu continuaria a ignorar. Muito disso se devia ao local onde eu fui criado, onde simplesmente não havia livrarias. 

O fato é que, graças aos scans tive contato direto com Will Eisner, Robert Crumb, Moebius, e tantos outros. Passado tanto tempo, isso ainda acontece. Como aqui, no caso de Guy Delisle que, confesso (eu me confesso bastante, eu sei), só vim a dar atenção quando recebi - via Facebook - a contribuição da edição Shenzhen. 

Atualmente tento ler quase tudo que recebo -ou baixo - para poder fazer um post com um mínimo de informação sobre a HQ e, ao ler Shenzhen, vi que meu preconceito com HQs mais alternativas, ainda atrapalham a ampliação dos meus horizontes. 

Sempre vi estas HQs em livraria e, mesmo quando as folheava, era algo meio mecânico, apenas por hábito. Não dava atenção de verdade. Posso dizer que deu-se o mesmo com Dragonball, que recebo de nosso amigo Renato. Nunca tinha parado para ler e, quando fui fazer isso para postar, me tornei fã imediatamente. Ao menos dessa primeira fase, que parece ser a mais bem humorada. 

No fim das contas, eu não apenas compartilho, mas ganho muito, também. 

Crônicas Birmanesas é o terceiro volume das viagens de Delisle, agora casado e com filho. Sua esposa trabalha como voluntário para o Médicos Sem Fronteiras e, por conta disso, os três vão para a Birmânia (ou Myanmar), que precisa de muita ajuda humanitária, sendo outra ditadura que Delisle visita.

Apesar de continuar com sua característica prosa bem humorada e ao mesmo tempo mostrando a realidade dessas ditaduras, acho que Crônicas Birmanesas é ainda mais interessante por mostrar como trabalçha o Médicos Sem Fronteiras, com suas dificuldades e conquistas. 

Quanto a mim, me sinto devidamente ensinado, mais uma vez, ao perceber que, novamente, que estamos sempre em uma viagem constante, onde podemos sempre encontrar um novo ponto de vista. 



5 comentários:

Cicero disse...

Que legal. Se for no mesmo nível da obra que ele fez sobre a Coréia, deve ser ótimo. Se bem que é difícil bater aquele pessoal em termos de bizarrice.

Emerson disse...

Ótimo post, para um ótimo quadrinho.

Agora só falta Jerusalém!

Amauri Caetano Campos disse...

Os quadrinhos de Guy Delisle são demais. Roteiriza e desenha com grande sentimento. Sempre bom dar um toque de poesia a essa parte tão complicada do planeta...

PS. Euder, não querendo ser MALA PRA CAR@&#0, mas permita-me perguntar se você tem a intenção de continuar postando os mangás dos Cavaleiros do Zodíaco. Aquela edição está muito bonita com as páginas inciais coloridas! =]

Daniel Moratori disse...

É muito bom esse quadrinho, pois trata de forma humorada certas situações complicadas nesses países o qual visita.

Eudes Honorato disse...

Amauri, continuaremos sim, só não posso dar nenhuma data.

Business

category2