domingo, 12 de fevereiro de 2017

Marvel Salvat: Homem-Aranha Azul

COLEÇÃO MARVEL SALVAT: HOMEM-ARANHA AZUL
Digitalização Renato P./Tratamento: Outsider Z
Uma produção HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

Jeph Loeb e Tim Sale são uma espécie de dupla dinâmica dos quadrinhos. Quando estão juntos, tudo flui perfeitamente. É só ver Superman: Quatro Estações, Batman: O Longo Dia das Bruxas e muitas outras parcerias, incluindo mais duas cores nesta trilogia, Demolidor: Amarelo e Hulk: Cinza.

Homem-Aranha: Azul foi publicada originalmente em seis edições (aqui no Brasil em três) e aborda o momento em que Peter Parker e Gwen Stacy se conheceram e se apaixonaram. Nas palavras de Jeph Loeb, "não é o Ano Um do Homem-Aranha, seria mais como o Ano Três". 

Esta fase foi desenhada pelo famoso John Romita, Sr., e Tim Sale, claro, não tentou imitá-lo. É o mesmo Sale que conhecemos, desenhando uma fase clássica do cabeça de teia. Tanto ele, como Loeb recontaram esta bela história sem tentar atualizar, fazendo se passar em uma época mais próxima. Não, tudo acontece, naquele tempo mesmo, um tempo mais inocente, mas que logo, logo seria chacoalhado e a perderia. Mas, não é disso que trata Homem-Aranha: Azul. 

 John Romita, Sr. havia desenhado muitas histórias em quadrinhos, para a Marvel mesmo, na época das vacas magras, de amor. Quadrinhos que tinham como o público feminino como alvo. Talvez, por estar tão bem enrtrosado com o assunto, que essa fase tenha sido tão romântica para nosso querido azarado, que via sua maré mudar de vez. Afinal, não apenas Gwen Stacy aparecia em sua vida, como a própria arrasa-quarteirão, Mary Jane. 

Mudanças significativas se davam nesta época: Peter tentava morar sozinho, sua identidade havia sido descoberta pelo Duende Verde, e sua vida amorosa começava a dar certo. E, claro, os vilões estavam lá para atrapalhá-la. Nesta edição ele enfrenta praticamente todos os de sua lista, que parecem ser orquestrados por uma força superior, nas sombras.

 Apesar de todas as batalhas, foi a época mais azul na vida de nosso querido amigo da vizinhança.





3 comentários:

CaBrum disse...

sobre 'ser a época mais azul'...na vdd se sentir azul em inglês é se sentir triste, o titulo é sobre como ele se sente lembrando da Gwen. Ótima mini-serie. Ótimo post Eudes!

Renato Silva disse...

Muito grato!!! :)
E parabéns pelo ótimo blog ;)

Antonio Bedran disse...

Grato! A propósito a dupla fez outros dois álbuns "descorados"(rs): Jeph Loeb & Tim Sale: Yellow, Blue and Gray; Daredevil-Demolidor; O Aracnídeo e o Hulk, respectivamente. 540p.
https://www.amazon.com/Jeph-Loeb-Tim-Sale-Yellow/dp/0785188312%3FSubscriptionId%3DAKIAILSHYYTFIVPWUY6Q%26tag%3Dduckduckgo-ffsb-20%26linkCode%3Dxm2%26camp%3D2025%26creative%3D165953%26creativeASIN%3D0785188312
Abs!

Business

category2