segunda-feira, 16 de abril de 2012

Marvels


MARVELS - EDIÇÃO DE ANIVERSÁRIO Scans 3.0 by Onomatopéia Digital

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui

Marvels foi o primeiro scan que eu baixei e li. Para deixar isso ainda mais histórico, foi também a primeiríssima vez que li Marvels. Isso tem uma explicação: Marvels foi lançado aqui no Brasil, a primeira vez, pela Editora Abril, em 1995. Por esta época eu estava em estado de animação suspensa, congelado pela ignorância religiosa que, entre outras coisas, condenava os quadrinhos como desencaminhadores. É, eu caí nessa. Ainda faltavam dois anos para eu descongelar. Quando, em 1997, vi a luz novamente, Marvels já era história.

Somente dali a alguns anos, Marvels voltaria a ser publicado. Nesse meio tempo, eu conheci a arte de Alex Ross através de Reino do Amanhã e Tio Sam, e pude fazer minha reentrada no mundo dos quadrinhos com estilo. Mas Marvels ainda era uma página em branco. Não que eu pensasse constantemente que precisava ler a HQ. Afinal eu ainda não estava totalmente de volta ao mundo dos quadrinhos. Estava enferrujado. Mas, por coincidência (ou não), o que me fez voltar a ler quadrinhos com força total, foi Marvels.

Depois da minha experiência religiosa, eu comprava quadrinhos muito esporadicamente. Era como se não houvesse um estímulo para lê-los. Logo em seguida me casei, e minhas prioridades se tornaram outras. Também tentava tratar com sucesso minha Síndrome do Pânico. Mas, sem sucesso. Então minha cabeça estava bem fora das páginas quadrinísticas. Isso, até que um dia...

Eu já navegava na internet há uns bons 3 anos e meio. Estava aqui pulando de página da web para página da web quando encontrei a, já famosa na história do RA, Toca do do Carcaju. Não lembro como fui parar lá. Talvez indicação de alguém, talvez pura sorte. Lá eu vi algo que me chamou muita atenção. Dizia-se que a pessoa poderia ler alguns gibis lá postados, e era só baixar as páginas e colocá-las em uma pasta. E, logo de cara, MARVELS! Imagine, eu poderia ter a HQ que perdi quando foi lançada, apenas baixando todas aquelas páginas - uma por uma - e depois apenas lê-las em meu computador - de GRAÇA! A tecnologia é uma coisa incrível mesmo.

E foi o que eu fiz. Baixei aquele chumaço de páginas, pacientemente, e li tudo em poucas horas. Além de Marvels, havia O Cavaleiro das Trevas (que eu já havia lido em papel) e outras HQs. A maioria clássicos imperdíveis. Havia também a promessa de Watchmen para breve. Era muito bom para ser verdade. E era mesmo. Não demorou muito e o site foi obrigado a fechar por pressão da Editora Abril. Naquele breve período de tempo, a Toca do Carcaju me inspirou. Mas essa é outra história.

Penso que talvez eu não estivesse aqui agora se não tivesse baixado Marvels. Ou se tivesse baixado e não tivesse gostado do formato scan. Mas gostei. E, assim, Marvels foi o início de tudo e aqui está ela novamente. Podem acreditar, pela terceira vez. Eu mesmo fiz a segunda versão em scan, que achei ultrapassada e resolvi fazer esta terceira.

E, toda esta saga, para chegar a este scan, só perde para a própria história contida em Marvels. Um fotógrafo que é testemunha ocular do surgimento das maravilhas que tornam o Universo marvel o que ele é. Kurt Busiek e Alex Ross reúnem numa única HQ toda a mitologia Marvel, encadeando de modo fantástico o que só foi lido em várias revistas diferentes, há muitos e muitos anos. Podemos ver não apenas a reação de Phil Sheldon, mas das pessoas de Nova York, a tudo aquilo que acontece diante deles. Os heróis e vilões são o pano de fundo e a arte de Alex Ross (re)cria isso de forma única. Marvels é histórico, até mesmo no mundo dos scans!

Business

category2